Faltam poucos dias para o aclamado longa solo do Pantera Negra chegar aos cinemas. E a expectativa para o mesmo só aumentou após as primeiras sessões especiais do filme. Quem já viu, afirma que trata-se de uma das produções mais originais do MCU. Não só pela narrativa e estética, como também, pela riqueza cultural construída a partir de referências africanas. Com um elenco predominantemente composto por atores negros, o longa quase contou com a inserção de um novo herói no MCU: o Patriota.

Quem revelou essa possibilidade foi o próprio diretor do filme, Ryan Coogler (Creed), em entrevista para o Cinema Blend:

“Por mais louco que seja para os fãs de quadrinhos, nós brincamos com o personagem do Patriota um pouco. No início, estávamos interessados em envolvê-lo. Joe [Robert Cole, roteirista] e eu, mas no fim nós decidimos nos afastar e focar mais em Wakanda”. 

Nos quadrinhos, o Patriota, ou Elijah Bradley, surgiu em 2005 como integrante dos Jovens Vingadores. Essa versão juvenil da equipe mais famosa da Marvel fez a sua estreia nas HQs após os eventos catastróficos da saga Vingadores: A Queda. Além do Patriota  – cujo os poderes são similares aos do Capitão América – a formação dos Jovens Vingadores contou com o Rapaz de Ferro, o Hulkling, o Wiccano, a Estatura, a Gaviã Arqueira, o Célere entre outros.

Pantera Negra

O filme estreia no Brasil no próximo dia 15 de fevereiro. Veja a sinopse abaixo:

Pantera Negra acompanha T’Challa que, após os acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil, decide voltar para casa – a isolada e tecnologicamente avançada nação africana de Wakanda – e assumir sua função como Rei. Porém, quando um antigo inimigo reaparece, sua coragem é testada quando ele é levado para um conflito que coloca o destino de Wakanda e do mundo em risco.

Deixe seu comentário: