CRÍTICA: Defensores – 1ª Temporada (COM SPOILER)

Acabamos de assistir a 1ª temporada de Defensores, a série da Marvel coproduzida pela Netflix que junta os heróis Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. E, é boa cara! Leia a nossa crítica (COM SPOILERS):

Após um pouco mais de dois anos do início da construção do universo urbano da Marvel na Netflix, inaugurada com a primeira temporada de Demolidor em abril de 2015, chegamos ao grande desfecho prometido por Marvel e Netflix para o arco. E a construção do mesmo, ao menos, foi coerente com tudo o que foi mostrado até aqui. Digo isso, pois acertos e alguns erros se repetem.

A equipe Defensores

Vamos começar falando do grande ponto positivo da série: justamente a equipe. Para quem acompanhou Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro em suas jornadas individuais, existia grande expectativa quanto ao momento da união dos personagens e, em especial, como seria a química entre eles. Esse segundo ponto, embasado na forma cuidadosa e diferenciada como a Marvel trata isso em todas as suas produções. Posso confirmar que as expectativas não só são cumpridas, como são superadas!

Os momentos de interação entre os heróis, seja em dupla ou entre os quatro, funcionam muito. Representam de fato os melhores momentos dos oito episódios da temporada inicial de Defensores. Destaque para os diálogos cômicos entre Luke e Punho de Ferro (talvez preparando terreno para uma futura série Heróis de Aluguel), e, Matt Murdock e Jessica Jones. Esses dois, em especial, por tratarem-se de personagens tão distintos. Cenas como a do encontro em Midland Circle, do restaurante chinês, do metrô e do elevador no final, são memoráveis!

As atuações de Charlie Cox, Krysten Ritter, Mike Colter e Finn Jones seguem muito boas, com cada um deles encarnando os seus personagens com fidelidade ao original. Os quatro conseguem destacar com qualidade as principais características de cada herói. Infelizmente, e aqui um dos pontos negativos da série, eles são muito prejudicados por alguns diálogos fracos, que exageram na obviedade e redundância em alguns momentos.

O futuro dos heróis

Sobre as individualidades, vale ressaltar Punho de Ferro. Afora a sua importância para a narrativa, devido ao seu papel nos planos do Tentáculo, ele se forma herói na primeira temporada de Defensores. É notável como o mesmo se desenvolve durante os episódios, passando a ter real ideia da sua responsabilidade e o papel que precisa começar a desempenhar junto à cidade de Nova Iorque. Ao final, com a “morte” do Demolidor, e o seu último pedido (Murdock fala “defendam a minha cidade” no ouvido de Danny Rand), todas as peças se encaixam para finalmente visualizarmos, de fato, a presença do herói e vigilante Punho de Ferro. Inclusive, com um teaser (meia boca) do seu uniforme.

No núcleo do Harlem, protagonizado por Luke Cage, o grande cliffhanger fica por conta de Misty Knight. Durante o batalha final, a policial tem o seu braço cortado, indicando assim, a incapacidade da mesma continuar combatendo o crime de maneira “oficial”. Nas HQ’s, após perder o braço, ele adquire um braço biônico e torna-se uma heroína. Jessica Jones reabre a Condinome Investigações, sinalizando com isso a retomada do caráter investigativo nas histórias da personagem.

Já o Demolidor, após a sua suposta morte na explosão de Midland Circle, deve ter uma das suas melhores sagas, Diabo da Guarda, adaptada na terceira temporada da série solo do herói. Na minha modesta opinião, acho que Queda de Murdock também pode rolar, talvez mesclada com Diabo da Guarda. Vamos aguardar…

Defensores na Netflix
Matt Murdock, Luke Cage, Jessica Jones & Danny Rand

Pontos negativos…

Como dito no início do texto, acertos e alguns erros se repetem. Entre os erros, seguem os problemas nas cenas envolvendo lutas corpo a corpo. Principalmente as coreografias, exageradamente “marcadas” e com movimentos que embora sejam muito salientados, não reproduzem o impacto esperado durante a sua execução.

Além das lutas, e também dos diálogos conforme mencionado acima, um aspecto importantíssimo da série ficou devendo: vilões. Sinceramente, senti muito a falta de ameaças como a do domínio política/financeiro de Wilson Fisk, o Rei do Crime, ou mesmo, o poder de convencimento de Zebediah Killgrave, o Homem Púrpura. Embora tenhamos o desenvolvimento do Tentáculo durante as temporadas de Demolidor e Punho de Ferro, no final das contas, eles não conseguem gerar todo o temor esperado. A Alexandra interpretada por Sigourney Weaver até apresenta bons momentos. Ela adquire profundidade e complexidade em suas ações, sempre reforçando a sua imponência como líder suprema do Tentáculo, a crença irrefutável, e também, os medos e ansiedades derivados da iminência da sua morte. Mas, à parte da figura de Alexandra, o background dos vilões fica devendo muito.

O Tentáculo

O restante do grupo principal do Tentáculo, formado por Madame Gao (Wai Ching Ho), Sowande (Babs Olusanmokun), Muramaki (Yutaka Takeuchi) e Bakuto (Ramón Rodríguez), entrega pouco. Não conseguem demonstrar a dimensão da ameaça existente junto ao espectador. Mesmo a tentativa de golpe junto à Alexandra soa frágil. E a falta de foco motivada pelo desespero em continuarem imortais, evidencia a fraqueza desses personagens. Prova disso é que, assim que resolve agir, Elektra Nachios/Céu Negro (Élodie Yung) rouba a cena facilmente.

As críticas também são válidas para o plano dos antagonistas. Embora o mesmo seja sugerido através de fragmentos durante toda a temporada, falta coesão e uma linha de raciocínio inteligente que reforce causa e consequência. O buraco da segunda temporada de Demolidor fica esquecido durante muito tempo, o terremoto do início deixa de ser pauta dos personagens e a tal destruição de Nova Iorque perde completamente o peso diante da falta de profundidade do objetivo. Pois pouco se fala sobre o seu real planejamento.

Nota de Defensores!

Com tudo isso (ufa!), nossa nota para a primeira temporada de Defensores é 3, de 5 estrelas! Fica a expectativa sobre qual será o futuro desses heróis na Netflix. E quais outros podem surgir no serviço de streaming (Cavaleiro da Lua!?).

Nos últimos dias, foi divulgado o trailer de Justiceiro, veja aqui o primeiro teaser. E vocês? Já viram todos os episódios de Defensores? Não deixem de comentar!